Competência Argumentação da BNCC
Leia o post completo e compreenda a competência 7 da BNCC, a Argumentação.

Competência Argumentação da BNCC

Já pensou sobre a competência Argumentação da BNCC no cotidiano?

Reflita conosco sobre a importância da Competência 7, Argumentação da BNCC no dia a dia.

Certamente, uma das capacidades mais extraordinárias de uma pessoa é sua capacidade de argumentar.

Mas que tipo de construção argumentativa almejamos? Vejamos o que a Base Nacional nos propõe:

Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta. (BNCC, p. 9)

Concordamos com a descrição, pois ela defende a verdade e o respeito aos direitos humanos e ambientais nas nossas negociações em diferentes âmbitos.

No entanto, não é bem isso que vemos com frequência…

Argumentação Confiável no Cotidiano

Em nosso post sobre Cultura Digital, comentamos que estamos passando por um período de pós-verdade, no qual as mentiras insistem em ganhar espaço.

Por outro lado, vimos que as ferramentas digitais nos proporcionam subsídios contra os vírus do retrocesso baseados em mentiras. Aqui também entra a Competência Argumentação da BNCC no cotidiano.

Isto é, nossa capacidade de apresentar afirmações para o desenvolvimento sólido de opiniões. Utilizando informações reconhecidas, com ordenação, coerência e compreensão.

Para esse desenvolvimento argumentativo, precisamos aprender a reconhecer fontes confiáveis e pertinentes, além de aprimorar nossa capacidade de inferência. Ou seja, perceber e relacionar proposições já existentes na construção de nossos argumentos, na apresentação de nossas verdades.

Isso pode soar prepotente, afinal não existem verdades absolutas, mas existem verdades que precisam ser contadas e garantidas contra fake news e outros males da atualidade.

A Competência Argumentação na perspectiva escolar

Na escola, devemos proporcionar espaços de pesquisa e apresentação de argumentação.

Pois, é nela que estamos preparando nossas crianças e jovens para o exercício da cidadania em uma sociedade justa e democrática.

Considerando o conceito de Educação Integral das Competências Gerais, as atividades pedagógicas são oportunidades para a expressão de pontos de vista e construção de novas percepções sobre a realidade.

Para isso, é importante criar debates sobre temas polêmicos e assembleias para tomadas de decisão. Sejam elas em sala ou abertas para toda a comunidade escolar.

Obviamente, não buscamos a homogeneidade de argumentos e opiniões, a divergência é ferramenta para a construção do saber!

Por outro lado, desejamos que essa divergência seja construída com escuta respeitosa, no exercício de aprender com as outras pessoas. Visando ao bem comum.

Sempre defenderemos a razão contra a insensatez… 🤝

Fora da escola, nosso cotidiano precisa considerar o reconhecimento da importância do engajamento na promoção dos diretos humanos e da sustentabilidade social e ambiental.

Afinal, somos interdependentes entre nós e outras formas de vida do nosso planeta.

Pensando assim, te convidamos a ver nossa série sobre as Inteligências Múltiplas, a teoria de Howard Gardner que apresenta muitos pontos a respeito dessa nossa interdependência e nossas interconexões.

Para finalizar, às vezes desistimos de argumentar sobre nossos pontos de vista e nossos desejos. Principalmente diante de pessoas que se fecham em falsos argumentos, sobretudo, violentos.

Ai que preguiça! Diria Macunaíma

Mas precisamos nos apegar à nossa resiliência no combate às injustiças, para um cotidiano mais agradável.

Sejamos fortes, sempre!

Conta aqui pra gente, como anda sua capacidade argumentativa? 😅

Francisley da Silva Dias

Mais conhecido como Francis, é Educador, Professor de Língua Portuguesa Brasileira, Preparador, Revisor e Tradutor de textos; acredita na Educação e nas Artes como essenciais para os desenvolvimentos sociais.

Deixe uma resposta