You are currently viewing Educação Infantil – Escola e Jardim de Infância
Você conhece o histórico e a estrutura da Educação Infantil? Neste post você verá conosco como se compõe esta etapa da Educação Básica.

Educação Infantil – Escola e Jardim de Infância

Você conhece a estrutura da Educação Infantil?

Veja a história e a organização da Educação Infantil dentro da Educação Básica.

Breve histórico da Educação Infantil

Em princípio, a expressão “educação pré-escolar” entendia que a Educação Infantil representava uma etapa anterior à educação formal, iniciada com o Ensino Fundamental.

Isso se deu até 1988, quando a Constituição Federal instituiu a Creche e a Pré-escola, com crianças de 0 a 6 anos, como dever do Estado.

Já em 1996, com a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), a Educação Infantil passa a fazer parte da Educação Básica, mas é a partir de 2006 que considera a faixa de 0 a 5 anos.

O que é a Educação Básica?

Assim, a partir de 2006, a Educação Básica é contada a partir da Educação Infantil (4 a 5 anos), passando pelo Ensino Fundamental (Fund.1 de 6 a 10 anos; Fund.2 de 11 a 14 anos), chegando ao Ensino Médio (15 a 17 anos).

Reforçando que essas medidas de tempo e idades são parâmetros mutáveis, pois sabemos da diversidade do tema diante das realidades do país e do desenvolvimento humano.

Nosso foco aqui é Educação Infantil, com a classificação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Desse modo, consideramos a Creche (de 0 a 3 anos e 11 meses) e a Pré-escola (de 4 a 5 anos e 11 meses).

Cuidar e Educar na Educação Infantil

Esta etapa da vida representa a primeira separação da vida afetiva familiar, para a vida social organizada pela cultura escolar.

Com isso, vemos um grande marco de mudanças comportamentais e cognitivas, pois as crianças passam a receber estímulos diários e variantes, criados por pessoas adultas, outras crianças, ambientes e materiais.

Enfim, as vivências são perpassadas por constantes transformações, graduais de acordo com a faixa etária.

Nesse contexto, Cuidar e Educar são conceitos intrínsecos.

Logo, as equipes educadoras são responsáveis por criar situações e convivências que acolham e ampliem as experiências familiares.

Assim, são oferecidas situações de novos conhecimentos e desenvolvimento das habilidades de socialização, comunicação e autonomia por meio de direitos de aprendizagem que considerem

  • Convivências com outras crianças e pessoas adultas;
  • Brincadeiras diversas em diferentes espaços e situações cotidianas;
  • Participações em planos, escolhas e atividades;
  • Explorações de movimentos, elementos naturais, materiais sintéticos e linguagens;
  • Expressões de suas emoções, ideias, dúvidas e opiniões de diferentes maneiras;
  • Autoconhecimento na construção de sua identidade, percebendo as identidades que a cerca.

Para isso, precisamos considerar que a Educação Infantil é constituída por sujeitos ativos na construção de suas aprendizagens.

Apesar de suas necessidades de cuidados.

As vivências e experiências de aprendizagem na Educação Infantil são de suma importância para a Educação Integral. É nela onde acontecem as primeiras percepções do aprendizado, tanto social e intelectual quanto emocional e físico. Assim, sendo bem trabalhadas desde o início da fase escolar, essas percepções fazem com que as crianças se desenvolvam em caminhos mais amplos.

Julio Lima, Coordenador

Campos de Experiência da Educação Infantil

Então, considerando que as aprendizagens das crianças se desenvolvem por meio dos direitos de conviver, brincar, participar, explorar, se expressar e se autoconhecer, precisamos pensar em como essas aprendizagens se desenvolvem.

Para tanto, tempos os Campos de Experiências da Educação Infantil, ou seja, concepções que articulam conhecimentos concretos da vida cotidiana com os patrimônios culturais do ambiente escolar.

Os 5 Campos de Experiência são:

  • O eu, o outro e o nós; campo que garante a construção da identidade própria, percebendo a diversidade das outras identidades.

Por meio das interações entre as pessoas adultas e as outras crianças, percebem-se as diferenças, mas também as confluências humanas.

  • Corpo, gestos e movimentos; campo de experimentação das potencialidades do corpo para expressões artísticas, brincadeiras e autocuidado.

Utilizando diferentes linguagens (cênicas, musicais, lúdicas) as crianças aprendem a se comunicarem e a perceberem a comunicação de outros corpos.

Aqui está a mão na massa, para sentir diferentes texturas na experimentação de matérias e materiais, valorizando as manifestações artísticas, culturais e científicas de diferentes lugares.

  • Escuta, fala, pensamento e imaginação; antes do nascimento, na barriga da mãe, já estamos em contato com este campo, nas interações familiares e com o mundo. Condição de nossa humanidade.

Na escola, aprimora-se a consciência e a autonomia, do mesmo modo que o uso dessas habilidades, essenciais para a vida em sociedade.

Enquanto nossa realidade se constitui em medidas de fenômenos naturais e em construções humanas, com as linguagens da cultura escolar, a criança aprende a olhar o mundo sobre outras qualificações.

Educação Integral

Desejamos que a Educação Brasileira tenha como parâmetro a concepção de Educação Integral.

Ou seja, aquela se constrói a partir do desenvolvimento de habilidades e competências sociocognitivas.

Fundamentais para a participação cidadã em uma sociedade justa, inclusiva e democrática.

A Educação Infantil, com seus Direitos de Aprendizagem e Campos de Experiências, se afirma como um lugar de cuidado, ademais da cooperação, ludicidade e alegria para o desenvolvimento das crianças e das pessoas adultas.

Aproveitamos para afirmar que esse desenvolvimento é para toda comunidade escolar.

Durante a Educação Infantil é de extrema importância a participação na vida escolar das crianças, por parte das famílias e das pessoas responsáveis. Pois elas auxiliam no desenvolvimento da consciência e dos valores humanos, formando assim cidadãs e cidadãos com suas próprias opiniões, mostrando que a Educação não é só dentro da escola, ela pode e deve acontecer também fora dela.

Elitania Santos, Tutora

Crianças cuidadas, reconhecidas e participativas são fundamentais para uma vida mais bela.

Por fim, conte para a gente, qual sua relação com a Educação Infantil?

Francisley da Silva Dias

Mais conhecido como Francis, é Educador, Professor de Língua Portuguesa Brasileira, Preparador, Revisor e Tradutor de textos; acredita na Educação e nas Artes como essenciais para os desenvolvimentos sociais.

Deixe um comentário