Responsabilidade e Cidadania na BNCC
Você sabe quais são os valores de Responsabilidade e Cidadania na BNCC? "Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários. " Reflita conosco sobre a Competência Geral 1O.

Responsabilidade e Cidadania na BNCC

Você sabe quais são os valores de Responsabilidade e Cidadania na BNCC?

Reflita conosco sobre a Competência Geral 1O.

Para começar, no nosso post introdutório sobre as Competências Gerais da BNCC, dissemos que apesar das 10 competências aparecerem em uma lista enumerada, elas se complementam entre si, sem hierarquização.

Pensando assim, aqui trataremos da Competência 10 e perceberemos que ela poderia ser vista como a competência 1.

Afinal, é possível pensar em uma Educação Integral sem o desenvolvimento de atitudes e valores da Responsabilidade e da Cidadania? Vejamos a descrição:

Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários. (BNCC, p. 10)

Desse modo, podemos pensar em três aspectos para a aplicação da competência. São eles: Responsabilidade, Valores e Cidadania.

Responsabilidade e Cidadania na BNCC para o Ambiente Escolar

Inicialmente, assim como questionamos, em outro post, se Empatia e Cooperação eram conteúdos escolares, faremos o mesmo aqui.

Para Responsabilidade é fácil perceber suas relações com o ambiente escolar, pois diante das tarefas e das relações com as Equipes Educadoras e colegas de turma é imprescindível ter atitudes que:

  • Incorporem posicionamentos firmes, considerando direitos e deveres;
  • Formem decisões conscientes e colaborativas;
  • Ponderem consequências de ações individuais e coletivas, em resultados igualmente divididos.

Assim, podemos afirmar que sem Responsabilidade não há ação pedagógica!

Pensando assim, essa competência é um trabalho de desenvolvimento constante para todas as pessoas envolvidas com as atividades – adultas, crianças e jovens.

Seguindo o raciocínio, a Cidadania se faz presente nessa relação escolar, pois ela considera valores de participação ativa e corresponsável, na busca de soluções para o bem comum.

Para isso, é necessário demonstrar disposição para lidar com problemas buscando abordagens que apresentem resultados de superação.

Imagine um ambiente escolar no qual professoras, professores, alunas e alunos trabalhem em conjunto respeitando opiniões, dificuldades e diferenças, aproveitando a diversidade para crescerem em suas capacidades.

Além da imaginação, é possível!

Devemos começar com ações simples dentro das salas, como a escuta ativa em rodas de conversas para tomadas de decisão sobre o cotidiano. Por exemplo, a disposição de mesas e cadeiras, rodízio para auxiliares de sala, representantes da turma, até, talvez, o peso das notas em avaliações.

A consciência é gradativa…

Por uma Sociedade Plena

Certamente, sonhamos com uma sociedade baseada em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Quando nos deparamos com uma lista assim, cheia de itens, parece que nos distanciamos das possibilidades concretas.

Mas lembramos de um texto do escritor José Saramago, apresentado no encerramento do Fórum Social Mundial de 2002: Da Justiça à Democracia passando pelo Sino.

Resumidamente, na carta do escritor português, a Declaração do Direitos Humanos é tida como o principal documento para o equilíbrio social e a manutenção da vida cidadã.

Concordamos com Saramago, do mesmo modo, consideramos outros documentos importantes para a valorização da Responsabilidade e da Cidadania.

Aqui no Brasil, temos o Estatuto da Criança e do Adolescente, pensando especificamente em nossos público infanto-juvenil, ou ainda, de um modo amplo e bastante decisivo, nossa Constituição Federal.

Veja só, nesse pedaço de texto do nosso post, citamos leis e declarações. Com isso, mostramos que a Responsabilidade e a Cidadania, vistas como Competência Gerais da Educação fazem todo o sentido.

Porque é na escola que apresentamos oportunidades para a prática de leituras e debates a respeito da vida cotidiana em suas diferentes esferas de atuação.

A partir dessa prática, preparamos estudantes para agirem como cidadãs e cidadãos conscientes de seus direitos e de seus deveres, com autonomia pessoal e coletiva.

Desenvolvendo a Responsabilidade em tomadas de decisões, ponderações de consequências com posturas éticas de valorização da diversidade humana e ambiental, formando lideranças que avaliem e implementem projetos e políticas públicas.

Tudo isso, na construção de uma sociedade local e global respeitosa e valiosa para a garantia do bem viver de todas as pessoas.

Para finalizar, conte aqui para nós: o que você considera uma responsabilidade cidadã essencial?

Francisley da Silva Dias

Mais conhecido como Francis, é Educador, Professor de Língua Portuguesa Brasileira, Preparador, Revisor e Tradutor de textos; acredita na Educação e nas Artes como essenciais para os desenvolvimentos sociais.

Deixe uma resposta