Inteligência Linguística
Teia Multicultural - Inteligência Linguística

Inteligência Linguística

Inteligência Linguística: saiba mais sobre esta capacidade humana tão importante para nossas relações nesta sociedade letrada.

Dentre as 9 Inteligências apresentadas por Howard Gardner, a Inteligência Linguística forma um conjunto de habilidades essenciais para o convívio e a fruição dos saberes culturais-sociais.

O que mais nos diferencia de outros animais é nossa capacidade de criar símbolos, signos, significados e expressões para nossas linguagens comunicativas.

Na Teoria das Inteligências Múltiplas, a Inteligência Linguística é descrita como a habilidade para lidar de maneira formal e criativa com as palavras, em diferentes situações orais ou escritas.

Apesar dessa habilidade estar muito associada a poetas, artistas e jornalistas, utilizamos essa Inteligência o tempo todo…

Com níveis diversos de compreensão e aproveitamento, já que participamos de situações que exigem conhecimentos dessa natureza.

A Inteligência Linguística, ao lado da Inteligência Lógico-Matemática, é uma das grandes capacidades necessárias para nosso desenvolvimento na sociedade.

Principalmente nas cidades e nos espaços de maior monitoramento de nossas ações e de oferta de interação para ações artísticas, políticas, econômicas.

Inteligência Linguística e TICs

Com o aumento do acesso às Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs), passamos grande parte do nosso dia lendo textos, assistindo vídeos, lives e ouvindo informações.

Então compreendemos que a qualidade desse material todo que chega até nós está intimamente ligada à Inteligência Linguística de quem o promove.

Podemos ir além das TICs para falar desse tipo de inteligência, porque também nos envolvemos com ela quando somos expostos aos anúncios e às divulgações de produtos, ou seja, quando tentam nos vender ou oferecer algo por meio da publicidade e da propaganda.

Ao mesmo tempo que consumimos essas informações e comunicações, exercemos nossa própria Inteligência Linguística, pois precisamos nos atentar aos enlaces das produções e suas conexões semânticas e sintáticas nos emaranhados textuais das diversas linguagens.

Outros campos importantíssimos para essa Inteligência são os das artes poéticas e literárias.

Poesia, ficção, não-ficção, letras de canção… Quebra-cabeças linguísticos que tanto nos encantam e nos causam admiração… 😊

Criatividade

A escola é uma grande incentivadora para o desenvolvimento da Inteligência Linguística, no entanto, muitas vezes se limita ao ensino sistemático e analítico-formal do funcionamento da língua.

Isso é importante, mas os potenciais são maiores, vão muito além.

Devemos incentivar a experimentação da criatividade em equilíbrio com a formalização e a análise, assim aproveitaremos mais intensamente nossas capacidades e inteligências comunicativas.

A escola tem papel fundamental no aprimoramento dessa Inteligência, mas está conosco a capacidade de praticar e aprofundar nossas habilidades.

Podemos, por exemplo, criar o hábito de registrar por escrito nossas rotinas e nossos sonhos em diários – lembra deles? Mas podem ser com cadeadinhos ou abertos para quem quiser ver!

Podemos escrever versinhos, poemas elaborados, epopeias; podem ficar nas gavetas ou serem publicados em blogs, enviados para editoras…

… Postar textões reflexivos nas redes sociais, ou montar memes curtinhos; gravar podcasts, abrir canais de vídeos para nos comunicar com gente interessante… Quem sabe até escrever roteiros para séries incríveis!

Algumas habilidades já possuímos, por todas as circunstâncias sociais já mencionadas, mas se for do nosso interesse, podemos trabalhar ainda mais nossas competências linguísticas, seja por prazer ou por necessidade.

E você, costuma escrever poemas, roteiros e/ou outros gêneros? Conte pra gente: suas comunicações orais e seus textos escritos ficam escondidos ou estão no mundão para serem vistos?

Francisley da Silva Dias

Mais conhecido como Francis, é Educador, Professor de Língua Portuguesa Brasileira, Preparador, Revisor e Tradutor de textos; acredita na Educação e nas Artes como essenciais para os desenvolvimentos sociais.

Deixe uma resposta